Category Archives: Não classificado

Gotas de Sabedoria

E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Romanos 8 : 28

Anúncios

BLOG DA JUBASPE

Graça e paz a todos!

A JUBASPE, Juventude Batista do Sertão de Pernambuco, está com novidades e você pode acessar essas novidades num CLICK.

Chegou o BLOG DA JUBASPE!!!

ACESSE: http://jubaspe.wordpress.com

Lá você encontra as informações que precisa sobre a nossa Juventude Batista do Sertão.
Entre, confira e siga o blog.

Você também pode divulgar os eventos da sua igreja basta enviar as informações para o email: jubaspe@hotmail.com

“Ninguém despreze a tua mocidade”

Forte abraço,

Daniel Protásio e Equipe Jubaspe

Atualizações

Galera… estou meio sem internet… mas to aos poucos resolvendo isso. em breve teremos atualização

Ótima programação para o sábado

PROGRAMA METANOIA #5 | A vida 100Namorados


Para ouvir ou baixar acesse o link abaixo:

http://www.4shared.com/audio/025XO6JL/Programa5.html

Atualização amanhã

gente o dia foi corrido hoje…

amanhã eu atualizo o brog.

abraçuuu, Deus abençoe a todos.

30 de Maio | Domingo da Igreja Perseguida

Conferência | Liderança Jovem

Maiores Informações:
http://www.juventudebatista.com.br/paixaopelajuventude/

O pecado “secreto”

Nós dizemos que este pecado “secreto” tem causas e conseqüências muito públicas.

A mulher no telefone foi enfática: “Eu quero que o meu marido tenha sucesso.” Uma brilhante, persistente jovem de 30 anos que ainda não completou o terceiro aniversário de casamento, Faith (não é seu nome real) estava descrevendo o que o casamento já havia lhe ensinado sobre sexualidade, auto-sacrifício … e pornografia.

Este último não era algo que ela esperava lidar com ele.

“Eu sabia que ele tinha lutado com a pornografia no passado,” Faith me disse, mas ela pensou que era mais um “resultado de ele não conseguir fazer sexo … de ele ser solteiro. Eu não tinha idéia. ”

Em uma época onde a Christianity Today (revista cristã norte-americana) expõe que 40% dos pastores com acesso à Internet já visitaram um site pornô, e a Associated Press (agencia de notícias) diz que cresce o número de hotéis que oferecem pornografia sob demanda(pay-per-view) como uma cortesia padrão, o encontro de Faith não é tão incomum como gostariamos.

“Eu acho que não há um ser humano vivo que não é afetado por ela”, diz o autor e conselheiro Dan Allender. “Vivemos em uma era debochada, sem dúvida.”

Mas enquanto alguns podem culpar a Revolução Sexual por uma perda de moral, Allender aponta um aumento da disponibilidade e acessibilidade à pornografia, acompanhado de um senso de falta de vergonha, isso produz mais do que qualquer mudança radical na natureza humana.

Certamente, se ler o Antigo Testamento, há relatos que poderiam interromper até mesmo o mais descarado apresentador de um programa de TV. Por que, então, a pornografia ainda tem o poder de surpreender?

Pensamento ingênuo a princípio, a ignorância de Faith de que o que leva a maior parte (mas de forma alguma exclusiva) dos homens a utilizar a pornografia faz um certo sentido em uma cultura cristã, onde a luxúria é muito mais difamada do que pecados como o farisaísmo, preguiça e gula. Afinal, não somos constantemente orientados a controlar o desejo sexual enquanto estamos solteiros? Não admira que Paulo disse que era “é melhor casar-se do que ficar ardendo de desejo” (1 Coríntios 7:9, NVI).

Houve, é claro, outros tipos de incêndio que os cristãos historicamente têm enfrentado. Blaise Pascal, matemático e físico do século 17, é famoso nos círculos religiosos pelo que alguns chamam de sua “noite do fogo”: um encontro tão vivido com Deus, que ele manteve o pedaço de papel descrevendo-o costurado em seu casaco até a morte.

Hebreus fala de Deus como “um fogo consumidor” (12:29), e Davi escreve no Salmo 63:1: “Tu, ó Deus, és o meu Deus, eu te busco ansiosamente; Tenho sede de ti, em uma terra seca e árida onde não há água”.

Ouvindo tais descrições hoje, podemos ser tentados a dizer que o desejo sexual é simplesmente confundido com algo espiritual. Observe a inversão: sexo é melhor, Deus é secundário. Colocando tão descaradamente, a heresia é óbvia.

Mas, quando o aumento da idade média do casamento é combinado com o apelo cristão de abstinência solteira, a dor pode parecer menos sufocante para Deus do que para o tipo de companhia que Deus criou para Adão.

Em seu livro De dentro para fora (em inglês: Inside Out), o Dr. Larry Crabb culpa esta falta de uma distinção entre anceios cruciais, críticos e casuais.

“Nada pode satisfazer nossos anseios cruciais, exceto o tipo de relacionamento que apenas Deus oferece”, escreve ele. Em contrapartida, ele define anseios críticos como “o desejo legítimo e importante para relacionamentos de qualidade que agreguem imensamente para o prazer de viver”.

“Quando os prazeres de qualquer tipo são utilizados para satisfazer (ou pelo menos para acalmar) os nossos anseios cruciais, então o desejo pelo que só Deus pode dar se torna um opressor exigente nos levando a qualquer alívio que esteja disponível”, escreve Crabb.

“Definitivamente pode existir esse poder de orientação em torno do sexo, que ‘trata-se de ter minhas necessidades satisfeitas,’ ” concorda o autor e palestrante Jane Sally Morgenthaler. “Não é aí que está a queda, quando optamos por nós mesmos? Esse auto-serviço, narcisismo, isso é pecado. E é realmente graficamente retratado no pecado sexual. ”

O plano de Deus para o casamento e o sexo aponta para a união desejada ao Seu povo e se origina no seio da Trindade, diz ela. “O ato sexual é uma fusão. É uma união que realmente não é possível atingir, exceto na primeira infância, no útero. Isso certamente é algo que buscamos em Deus “.

Por causa disso, Morgenthaler diz, “o ato sexual é dito um caminho para esse tipo de intimidade. Mas o que realmente acontece na perversão dele é a fuga da intimidade… quando damos poder para isso. Então, ela se torna uma maneira para eu escapar de ser conhecido”.

Allender chama isso de “fuga do rosto humano”, e ele diz que é por isso que a pornografia geralmente envolve muito mais do que sexo. Tanto que nós anciamos pela proximidade das outras pessoas, afinal, a intimidade não pode acontecer sem de vulnerabilidade e um pouco exposição.

Pornografia, por outro lado, “permite a fantasia ou ilusão do controle, sem qualquer risco”, diz Allender. “Muitos homens casados preferem se masturbar ao invés de ter relações sexuais com sua esposa”, por causa de todos os potenciais problemas e as chances de falhar.

Por causa da forma como estes medos e inseguranças consomem as relações mais íntimas dos homens, Allender considera que “sexo nunca é [apenas] uma questão de sexo – [em particular] pornografia quase nunca é mera sexualidade”.

Em vez disso, ele diz: “É muito mais uma questão de poder.” Ele reconhece que esta é uma visão muito mais sombria da natureza humana do que gostaríamos. “É mais fácil pensar: ‘Meu marido luta contra a luxúria” do que encarar a maior questão, que “o problema é que ele é um covarde.” Mas por isso mesmo, pode ser muito mais fácil para as mulheres deixarem o marido com a pornografia atiçar velhos medos sobre seu valor e beleza do que enfrentar uma luta por uma identidade baseada unicamente na aprovação de Deus.

Uma resposta tradicional à pornografia é fazer o que for possível para diminuir a instabilidade e excesso de desejo – guardando suas palavras , vestindo-se de forma conservada, e assim por diante. No entanto, estas medidas não fazem muito para combater o maior e mais escuro pecado por trás da pornografia. Então, o que significa ter sucesso na luta contra a pornografia, se algumas das maiores lutas não são contra a luxúria, mas contra a insegurança e a covardia? Allender diz uma chave é “lidar com o que realmente são os problemas”.

“Você não pode confessar algo a menos que você reconheça o que é”, diz ele. “Quando a verdade está envolvida, o coração é liberto.”

É por isso que, no final, podemos ganhar mais do que esperamos não apenas falando sobre como a pornografia nos fere, mas também deixando Deus usá-la para lidar com nosso próprio pecado. Existem maneiras de se manipular a pessoa que procura pornografia ou fazer com que seja um covarde? Como isso poderia gerar uma expectativa de que eles não satisfazem apenas os anseios críticos, mas os cruciais? E para as pessoas que procuram pornografia: estamos escondendo nossa covardia e medo por trás de um verniz que é “apenas uma questão de luxúria”?

Não é fácil responder as perguntas, mas como Keller explica, a esperança cristã está percebendo “nós somos mais perversos do que jamais ousamos acreditar, porém mais amados e aceitos em Cristo do que jamais ousamos esperar.” Assim, uma das principais formas de homens e mulheres se ajudarem com sucesso pode estar apontando para o sucesso supremo e perfeito de Jesus em nosso nome.

Como o autor de Hebreus colocou: “Dia após dia, todo sacerdote apresenta-se e exerce os seus deveres religiosos; repetidamente oferece os mesmos sacrifícios, que nunca podem remover os pecados. Mas quando este sacerdote [Jesus] ofereceu, para sempre, um único sacrifício pelos pecados, assentou-se à direita de Deus. Daí em diante, ele está esperando até que os seus inimigos sejam colocados como estrado dos seus pés; porque, por meio de um único sacrifício, ele aperfeiçoou para sempre os que estão sendo santificados.” (Hebreus 10:11-14).

Para concluir, o que devemos fazer? “Dar graça,” Faith diz. “Se você quer que ele realmente tenha sucesso … mostre a ele a graça.” Como na maioria das áreas de pecados que encontramos, nunca há graça suficiente. Reconhecamos e confrontemos nosso pecado e, em seguida lembremos que Jesus nos perdoa.

Anna Broadway é uma escritora e editora que trabalha em San Francisco e é a autora de Assexuado na Cidade (em inglês: ‘”Sexless in the City” – Doubleday/Broadway, 2008). Este artigo foi publicado originalmente no Radiant.

Tradução e Revisão por Filipe Bragança @filipecrosk, Marcelo Brant @celobrant, Lucas Rigamont @rigamont e Daniel @danieljass

fonte: http://sexxxchurch.com/home/o-pecado-secreto/

Intimidade com Deus

Quando há intimidade há transformação de dentro para fora (Sl. 25.14)

“A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele fará conhecer a sua aliança.”

A intimidade é o elemento espiritual fundamental que todo o cristão deve buscar, pois se trata de um relacionamento profundo com Deus. Porém,  infelizmente, o Corpo de Cristo não tem dado o devido valor.

É interessante observar a definição da palavra “intimidade”, segundo o Dicionário Aurélio: “Vida íntima; vida particular”; “Que está muito dentro; Que atua no interior; Muito cordial, afetuoso; Estreitamente ligado por afeição e confiança”. Ressalta-se aqui a definição que diz que o íntimo “atua no interior”.

Ser íntimo de alguém requer tempo e esforço para conhecer e ser conhecido por esse alguém como você realmente é.

Intimidade é conhecer o outro profundamente. É conhecer os anseios, os desejos e os segredos do coração do outro, assim é a intimidade com Deus: é conhecê-lo profundamente, atendendo aos desejos do Seu coração.

Quando há intimidade há transformação de dentro para fora, porque você está em Deus e Ele está em você. Assim como no casamento, se o relacionamento não for trabalhado, cultivado, o amor esfria, empobrece, você não conhece mais o outro e, assim, passa a se sentir sem identidade: “O que eu fiz?”; “Por que o Senhor não está feliz comigo?”.

Intimidade com Deus é um tesouro escondido e a ser explorado. Embora sabemos que a salvação é de graça, a intimidade tem um preço que nem todos estão dispostos a pagar. É o preço da disposição de tempo, de negar as coisas do mundo, de por um momento parar tudo para sentir e ouvir o que Deus tem a dizer.

Intimidade não é orar mecanicamente. É gastar tempo de diálogo com Deus como está escrito nos Salmos 139; é tempo de qualidade. Intimidade é para os que temem ao Senhor (Salmos 25.14), pois o temor é o primeiro passo para ter acesso à intimidade do Senhor, aos segredos do Seu coração.

Os que temem ao Senhor são atraídos por conhecê-lo, deixando-o agir em suas vidas não de forma limitada, mas em todas as áreas. Na intimidade Deus é participante e livre para agir em qualquer área ou circunstância da vida de alguém. Na intimidade Deus faz o que Ele quer e quando quer, no tempo determinado por Ele.

A intimidade tem alguns elementos importantes que descrevem sua definição:

Intimidade é sacrifício – de tempo, seja apropriado ou não, vivendo como imitadores de Cristo (Ef 5.1-2).

Intimidade é privilégio de poucos – Para os que o temem (Sl 25.14.), para os dispostos (Jr 33.3) e para os sinceros, retos (Pv 3.32).

Intimidade é desafio – quem está disposto? Novamente para os que o temem (Sl 25.14); para os que o buscam e o buscam de coração (Is 55.6 e Jr 29.13-14) e desafio para aquele que é limpo de mãos e puro de coração (Sl 24.3-5).

Intimidade é oferta – é o desejo de estar com Deus ofertando todo o seu ser em busca da presença Dele (Sl 27.8). Buscar a presença do Senhor é uma escolha, um ato de oferta.

Intimidade é amor e anelo pela presença com Deus – Sl 27.4; Sl 63. É amando-o sobre todas as coisas, honrando-o não apenas em oração, mas, principalmente, em atitudes. Honrando-o com o próprio corpo como templo do Espírito Santo (1Co 6.19). Nosso corpo como templo, tem que estar purificado para habitar o Deus Aba-Pai. O templo precisa estar reparado para que flua essa intimidade com Deus.

Portanto, meditemos e arrependamo-nos. Não fiquemos acomodados e busquemos a presença de Deus enquanto é tempo.

MÁSCARAS

mary-kate-ashley-olsen-casamento-mascaras-723909

Sempre que coloco uma máscara para encobrir
minha realidade
fingindo ser o que não sou,
faço-o para atrair as pessoas.
Mas logo descubro que somente atraio outros mascarados,
afastando as pessoas devido a um estorvo: a máscara.

Faço-o para evitar que os outros vejam minhas fraquezas,
mas logo descubro que por não verem a minha humanidade,
as pessoas não podem me amar pelo o que sou e sim pela máscara.

Faço-o para preservar minhas amizades,
mas logo descubro que quando perco um amigo,
por ter sido autêntico,
ele realmente não era amigo meu, e sim amigo da máscara.

Faço-o para evitar magoar alguém e por diplomacia,
mas logo descubro que é a máscara
o que mais magoa as pessoas de quem quero me aproximar.

Faço-o com a certeza de que é o melhor que tenho
a fazer para ser amado;
mas logo descubro o triste paradoxo:
o que mais desejo conseguir com minhas máscaras
é precisamente o que com elas eu impeço que aconteça.

Gilbert Brenson-Lazán

Um só Pensamento e uma só Ação

“Quando estamos em sociedade, com muita facilidade, passamos a viver de acordo com as opiniões dos outros. Quando a sós, é mais fácil vivermos de conformidade com aquilo que pensamos. Um grande homem é aquele que pode estar no meio de uma multidão e ainda assim manter a mesma atitude independente que tem quando está sozinho.”

     Ralph Waldo Emerson  

É… esse trecho de Emerson está totalmente correto, não acham? Só não acho que somente a sociedade e as pessoas que nelas habitam fazem esse tipo de reação em nós. Mas acho que nós, nós mesmos, criamos várias vezes essa situação de mudarmos completamente, por uma opinião ou ponto de vista de outros.

Quantas vezes nos deparamos concordando com alguém, e em outro instante concordando com outro alguém, que tem uma visão contrária aquela que concordamos com a outra pessoa lá trás! É interessante como muitas vezes não temos a nossa opinião firme naquilo que pensamos e achamos. Talvez alguém que esteja lendo isso agora, leve ao descaso, pois para esse alguém, isso não acontece com ele, pois pensa e acha que tem opinião firme sim, e que o seu modo de pensar nunca foi mudado ou afetado por alguém ou alguma coisa. Que sempre foi o que é e o que pensa! Por isso te digo uma coisa, será mesmo? Pois para mim, alguma vez na vida alguém já foi levado a pensar diferente daquilo que acha certo, e eu tiro isso começando pela vida cristã.

Quantas vezes sentimos a vergonha de levar uma bíblia na mão, mesmo sabendo e tendo a certeza de que tudo que está escrito nela é verdade? Quantas vezes sentimos vergonha de dizer a alguém, que nos tornamos cristãos, mesmo sabendo que foi a melhor decisão que podiamos tomar? Quantas vezes estamos em algum lugar onde sabemos que ali não habita a presença de Deus, e com isso não nos sentimos bem, mas mesmo assim continuamos ali? E quantas vezes passamos por cima daquilo que pensamos e achamos certo, mas acabamos fazendo o errado para obter um prestígio ou um benefício fútil?

Podemos sim ser influenciados, mas a DECISÃO está em nossas mãos, nós que decidimos as escolhas, ou o que fazemos, e mesmo tendo uma mente centrada em uma opinião, muitas vezes fazemos o contrário dela.

Só um homem, só um, foi capaz de em toda sua vida ter um só pensamento e seguir a sua vida baseado nele. Foi Jesus! Ele nunca mudou de opinião, dentro Dele, Ele sabia que precisava morrer por nós, e foi até o fim. Ele não mudou a sua forma de pensar e nem questionou, foi realmente até o fim e morreu por nós! E nós? Nós mudamos de opinião e atitude o tempo todo. Muitas vezes somos cristãos, mas outras vezes não… Muitas vezes falamos algo a alguém, mas que por dentro não era realmente aquilo que queriamos dizer a essa pessoa… Muitas vezes concordamos com o pastor, mesmo sabendo que não queriamos concordar… E a verdade é… Que muitas vezes deixamos de ser nós mesmos, para sermos aquilo que achamos que seria bom no momento!

Mas existe uma coisa que todos nós devemos concordar, mesmo que a gente não queira. Devemos concordar que o único modo de pensarmos e agirmos de uma maneira só e correta, é se o nosso coração for guiado pelo coração de Jesus. Pois Ele foi o único que conseguiu ser um só, tanto por dentro como por fora. Por isso que acrescento uma coisinha a uma parte do trecho lá em cima, quando fala assim: “Um grande homem é aquele que pode estar no meio de uma multidão e ainda assim manter a mesma atitude independente que tem quando está sozinho”, SE o seu coração for guiado por Jesus.

Pois é… Só assim eu chego na certeza de que um grande homem, ou uma grande mulher, só serão realmente grandes, se além de serem uma só pessoa, tanto no interior, como no exterior, terem os seus corações guiados por Ele, JESUS!

          Thailine Araújo

Notícia | Governo ainda não reconstruiu Igreja demolida por gangue

Oi gente! Essa reportagem representada abaixo, é só apenas uma amostra do quanto a igreja perseguida vem sofrendo nesses últimos tempos por amor a Jesus. E fica cade vez mais evidente que nós, cristãos livres, devemos dobrar nossos joelhos por aqueles que sofrem por levar o evangelho de Cristo as nações! Espero que se sintam sensibilizados ao lerem essa reportagem e ao lembrarem de que existem várias histórias de perseguissão, e que infelizmente elas não vão parar por aqui! Por isso orem e dobrem os seus joelhos por a Igreja Perseguida.

Seis meses após uma gangue de jovens muçulmanos destruírem uma igreja no norte do Quênia, os cristãos, que ainda cultuam a céu aberto no calor intenso, dizem estar desapontados, pois os oficiais não fizeram nada para punir os culpados ou reconstruir o prédio.

Em um dia ensolarado de setembro, quando jovens muçulmanos enfurecidos expulsaram mais de 400 membros da igreja Redeemed Gospel de seu templo, os cristãos esperavam que pudessem retornar a seu prédio reconstruído. Essa expectativa deu lugar à raiva, desesperança e desespero.

“Depois de seis meses ao ar livre, a igreja se sente cansada e enganada”, conta o pastor David Matolo. “Estamos cheios de promessas vazias feitas pela administração do governo.”

“Nossa membresia diminuiu muito, e estou muito preocupado”, afirma. “A igreja acha que o governo está ganhando tempo – quase todos os meses tenho reuniões com as autoridades, que, em muitas ocasiões se fizeram de surdos conosco.”

Desde o ataque, os membros da congregação tem se reunido em um local para shows da cidade. Próximo a fronteira da Somália, o terreno tem algumas árvores para proteger as pessoas do sol escaldante, com temperaturas que vão de 30º a 40º Celsius.

Quando questionado sobre o porquê de os oficiais estarem relutantes em garantir um local permanente para a igreja como prometido, Matolo não hesitou em responder. “A administração decidiu ‘kutesa’ [nos fazer sofrer], sempre fazendo promessas que nunca cumprem”, diz. “Há momentos que o diretor decide simplesmente não atender meus telefonemas. Eu tive uma experiência muito dolorosa.”

Matolo disse ter pedido para que a administração permita que a igreja construa um novo templo em uma nova propriedade, ou que devolvam o terreno anterior. “Estamos preparados para qualquer eventualidade. Sentimos que a administração não está preocupada com nosso bem-estar espiritual”, declara.

Quanto às queixas feitas pelo pastor, o delegado da província disse: “A questão não está registrado em minha agenda, mas a autoridade provincial deverá resolver.”

Mas a autoridade da província, Stephen Maingi, disse que o oficial do distrito é que deveria solucionar o caso: “Deixe que o distrito resolva esse problema com o pastor.”

Por sua vez, o oficial do distrito, Onyango Ogango, indicou a igreja como a principal fonte de problemas: “Se a igreja puder voltar para seu terreno antigo, vai irromper uma disputa com os muçulmanos. A igreja iniciou muito bem, com cultos controlados, mas depois, as orações eram barulhentas e as músicas muito altas”.

A situação dos convertidos confirma a preocupação do pastor. Eles estão muito cansados e ansiosos com as chuvas que virão em abril. Matolo diz que sua congregação sabe que logo será muito difícil cultuar.

LEIA A BÍBLIA

E aí pessoal! Ta aí um vídeo muito interessante sobre a Bíblia, e de como ela é essencial na vida de qualquer pessoa. Vale a pena ver!

Associação Billy Graham faz do “Fim dos Tempos” um foco para 2009

Este ano, a Associação Evangelística Billy Graham (AEBG) incidirá sobre o retorno de Jestimthumbus Cristo e ajudará a preparar os fiéis para a vida no fim dos tempos, de acordo com um recente anúncio.

“As pessoas perguntam-me: ‘Acha mesmo que Jesus Cristo vai voltar a esta Terra novamente?’”, escreve o Reverendo Billy Graham num dos vários recursos que o ministério está a dispensar sobre o Fim dos Tempos.

“Sim, acho”, ele continua. “A Bíblia ensina que Jesus há-de vir de novo. E não vejo qualquer outra esperança, porque estamos a ir em direcção a uma catástrofe no nosso mundo.”

Como parte de seu esforço, o ministério elaborou uma série de recursos sobre o Fim dos Tempos, incluindo uma mensagem pregada por Graham em 1998, uma mensagem de 2008 do presidente e administrador da AEBG, Franklin Graham, um artigo adaptado de uma mensagem dada por Anne Graham Lotz em 1996, um artigo sobre o Fim dos Tempos com base na Segunda Vinda, e algumas questões e respostas com Billy Graham, que inclui a pergunta sobre se o mundo vai acabar em 2009
“A pergunta mais importante, no entanto, é esta: Você está pronto para o retorno de Cristo?” Escreve Graham após dar a sua resposta.

A AEBG espera que através da sua compilação de recursos sobre a Segunda Vinda de Cristo, os fiéis possam aprender como podem cumprir o plano de Deus para a sua vida, aumentar o seu amor para com o Salvador e crescer na sua fé durante estes tempos – como se fossem os últimos dias.

“Se isso acontecer hoje, você está pronto?”, questiona Graham.
O evangelista mundialmente conhecido também relembra aos crentes que, independentemente de quando regressa Cristo, o fim do mundo vem para todos e para cada um: o momento em que morremos.

“E isso pode ser em qualquer altura, para qualquer um de nós. Nunca se sabe.”, afirma Graham.

Ore pelo irmão Mohsen

O irmão Mohsen, sua esposa e seu filho de 12 anos saíram do Irã em 6 de julho de 2008, alguns dias após ser afiançado. Eles foram para a Turquia, pois a família estava sendo ameaçada de morte. Quando deixou o país, Mohsen não se sentia muito bem, devido às torturas sofridas na prisão. Ele passou por exames médicos antes de sair do país.

A polícia secreta disse para Mohsen e sua esposa que a razão pela qual ele havia sido solto era porque não estava bem de saúde. Eles quiseram dar um descanso para que se recuperasse e voltasse para a prisão. A polícia não estava satisfeita com Mohsen, pois ele não forneceu nenhum detalhe sobre os outros grupos com quem trabalhava e gostariam de pressioná-lo ainda mais. O irmão testemunha que a polícia tentou quebrar seu silêncio quando estava na prisão, para poder conhecer tudo sobre seu ministério. Quando Mohsen se negou a dar informações, foi brutalmente torturado.

Mohsen teve seus dentes quebrados, sua medula espinhal foi danificada, e seu rosto também. Ele precisa urgentemente de tratamentos e fisioterapia.

Coragem

Estabilidade, coragem e fé são as principais características do irmão Mohsen. Quando a polícia secreta o soltou da prisão, não pensaram que ele deixaria o país tão cedo, pois estava muito doente. Foi um milagre conseguir escapar.

Assim que foram embora, a polícia secreta foi até a casa deles para buscá-lo. Como não o encontraram, começaram a procurar em muitos outros lugares, ameaçando colegas e parentes de Mohsen, dizendo: “Temos muitas acusações no caso de cristãos. A punição para quem deixar o islã para se converter será a pena de morte, e quem for responsável pelo assassinato receberá uma recompensa.”

Necessidades

Quando chegaram na Turquia, não tinham dinheiro, pois a polícia levou alguns valores da casa deles, portanto não tinham o suficiente para começar uma vida lá. Eles precisam urgentemente de dinheiro para cobrir os gastos básicos durante a estadia na Turquia, e a cada seis meses, têm que pagar uma quantia para o governo turco.

Atualmente, Mohsen e Fereshte lideram um pequeno grupo doméstico em sua cidade. Muitos cristãos iranianos se reunem com eles semanalmente.

De modo geral, o casal está indo muito bem. É claro que enfrentam muitos desafios por serem estrangeiros em terra desconhecida, mas tentam se manter firmes e se concentrar no ministério.

Pedidos de oração

• Ore para que a situação do casal na Turquia seja resolvida o mais rápido possível, para poderem morar lá permanentemente. Ore para que a vontade de Deus seja feita em suas vidas e ministério.

• Ore pela saúde de Mohsen e pela tranquilidade e adaptação de toda a família.

Artigo | Em busca de uma geração que promova a transformação

blog4

Por: Rubens Muzio

Em 1970, os evangélicos giravam em torno de 4,8 milhões de fiéis, no Brasil. Nesta época, morando no interior de São Paulo, eu era o único não-católico numa sala de aula com mais de 40 colegas. Em 2005, mais da metade dos alunos da escola onde meus filhos estudam são de origem evangélica. 

Em 1980, o tamanho do rebanho galgou a marca de 7,9 milhões de simpatizantes. Naquele tempo, mudei-me para o Rio de Janeiro onde experimentei o vigor espiritual da igreja carioca, sua presença marcante nos cultos das praças públicas e crescente influência do evangelho em minha própria vida, especialmente freqüentando grandes vigílias jovens em Bento Ribeiro, na Baixada Fluminense. Atualmente, os evangélicos chegam aos 20% da população brasileira, ou seja, mais de 37 milhões de pessoas, sendo muitos deles jovens e crianças. 

Mas eu pergunto: O Brasil dos 37 milhões de evangélicos é um país melhor que o Brasil dos oito milhões de 1980? Os vários empresários, profissionais e universitários evangélicos tem contribuído para a transformação da sociedade, melhorado a qualidade de vida do brasileiro, gerado paz social, promovido justiça pública? Aparentemente a igreja tem feito um bom trabalho de evangelização de nível fundamental. Como verdadeira parteira espiritual, ela gerou milhões de neo-crentes, introduzindo-os ao leite materno da fé cristã. No entanto, precisamos fortalecer também uma nova geração de discípulos de Jesus verdadeiramente preocupados com a vivência do evangelho do Reino em sua plenitude na sociedade brasileira.

Filho de peixe, peixinho é?

Recorde, por exemplo, a história dos avivamentos. As gerações que sucedem os períodos de despertamento espiritual logo se esvaziam da experiência de conversão em Cristo. Os filhos se esquecem das maravilhas de Deus e milagres vivenciados pelos seus pais. Exposto no livro de Juízes capítulo 2, verso 10, encontramos o seguinte: E foi também congregada toda aquela geração a seus pais, e após ela levantou-se outra geração que não conhecia ao Senhor, nem tampouco a obra que ele fizera a Israel. Este ciclo de declínio e renovação espiritual aparece várias vezes no livro de Juízes e outras partes da Bíblia: Há o surgimento de uma nova geração de crentes com tendências a apostasia popular e aculturação. Em conseqüência Deus envia o sofrimento à nação que pode ou não gerar arrependimento e busca do Senhor. Então surge uma nova liderança e possível restauração da comunidade.

Os filhos dos crentes se secularizam rapidamente, se enchem com a idolatria que os cerca. Vivem um cristianismo cultural. Na última década, mais de 80% dos filhos dos imigrantes coreanos, piedosos evangélicos que mudaram para o Canadá, não seguiram a fé dos seus pais e abandonaram a igreja. Ou seja, o coração da geração seguinte é desprovido das memórias da libertação espiritual do Egito e da conquista redentora da nova terra. Freqüentemente me pergunto como posso concretamente ajudar meus filhos a amar e andar com Deus. Quando o coração não se enche plenamente de Cristo, ele logo absorve as tendências sociais, assimilando os valores do consumismo, sensualismo, secularismo e individualismo da cultura ao redor.

Um bom e saudável evangelho faz toda a diferença. Não é a toa que, dentre os 20 países menos corruptos do mundo, 18 tenham uma forte herança protestante. Um dos únicos “não-protestantes”, o número 7 da lista, é Singapura. Em 1970, apenas 25 dos seus cidadãos se declaravam pertencerem a uma igreja evangélica. Entretanto, dezenas de milhares se tornaram cristãos nas últimas décadas, investindo no discipulado de seus filhos, ensinando-os a estudarem dedicadamente, trabalharem duramente e viverem integralmente o evangelho, tudo pelo bem da nação e para a glória de Deus. Muitos destes jovens cristãos galgaram cargos de liderança nas empresas ou assumiram posições estratégicas dentro do governo. O cristianismo tem transformado a sociedade de Singapura! Com menos de quatro milhões de habitantes, esta ilha asiática exala prosperidade e modernidade.

Reconheçamos, praticamos ainda um cristianismo infantil, bastante rudimentar, sem consciência da abrangência do pecado no indivíduo e do mal estrutural na comunidade. De muitos lugares do terceiro mundo vozes proféticas levantam-se arrazoando como poderíamos aplicar uma visão mais integral de evangelho, de tal forma que nossa fé impactasse as esferas da vida social, incluindo arenas como pobreza, justiça pública, violência e política. Os evangélicos precisam estar conscientes da opressão e injustiça de sua própria cidade e região bem como a tarefa que devem realizar no processo de transformar a sociedade com os valores do Reino de Cristo.

Dica de Filme | Fireproof

Depois do sucesso de Desafiando gigantes, a Igreja Batista Sherwood, no estado norte-americano da Geórgia, lançou outro filme. O primeiro custou 100 mil dólares e arrecadou mais de dez milhões só nas bilheterias americanas. O elenco era formado por voluntários da igreja. O filme fez bastante sucesso, principalmente entre evangélicos. Até mesmo a venda dos DVDs foi além do que se imaginava. O filme fez “milagre” com um orçamento tão baixo.

Se no filme anterior ficou a idéia errônea de que experimentar a fé cristã significa ter uma vida maravilhosa e superar todos os obstáculos, o novo filme, Fireproof, amadureceu com uma história sem tanto triunfalismo. Quando o personagem de Kirk Cameron (Deixados para trás) se acerta com Deus as coisas não se resolvem em um passo de mágica. Assim como na vida real, é difícil e doloroso estar no mundo.

Fireproof para vários críticos norte-americanos é melhor do que o novo filme de Spike Lee (Milagre em Santa Anna) e filmes com estrelas de Hollywood como Shia LaBeouf (Controle absoluto), Richard Gere e Diane Lane (Noites de tormenta) e Tim Robbins e Rachel McAdams (The Lucky Ones). Dessa vez, o orçamento de 500 mil dólares ajudou bastante na qualidade do filme. Talvez por isso mesmo ele esteja em mais 850 salas nos Estados Unidos.

O filme retrata o bombeiro Caleb Holt (Cameron) como um profissional que cumpre com todas as regras, sendo que uma delas é nunca deixar um companheiro para trás numa situação de perigo. Já em sua casa, ao lado da esposa Catherine (Bethea), as coisa são bem diferentes. Sempre ausente, depois de sete anos de união o casamento está chegando ao fim e eles estão decididos a se divorciar. Mas o pai de Caleb pede que ele inicie uma experiência de 40 dias a qual denomina ‘The Love Dare’ (dia do desafio) na tentativa de salvar o casamento. O livro lançado pela Thomas Nelson americana entrou para a lista dos mais vendidos do The New York Times.

Confira o Trailer:

O mundo em 10 segundos

1. A cada 1 Segundo seis mulheres engravidam, e a metade sem desejar ou planejar;

2. A cada 2 segundos são criados três blogs no mundo;

3. A cada 3 segundos uma criança morre de fome no mundo;

4. A cada 4 segundos a empresa de segurança Sophos recebe uma amostra de programa malicioso;

5. A cada 5 segundos seis jovens começam a fumar no mundo;

6. A cada 6 segundos um motorista é multado na cidade de São Paulo;

7. A cada 7 segundos uma pessoa é diagnosticada com mal de Alzheimer no mundo;

8. A cada 8 segundos três computadores são vendidos no Brasil;

9. A cada 9 segundos uma mulher é fisicamente violentada por seu companheiro nos EUA;

10. A cada 10 segundos quatro metros quadrados são devastados da Floresta Amazônica [Corrigido]

Fontes de consulta: Folha, Technorati, Chamada Contra Pobreza, Amazônia Legal, OMS, IDC, SINAP e G1
Site: Lista10.org