A liberdade da corda do violão

Por Robert W. Youngs

Eu tenho na minha mesa uma corda de violão … ela está livre.
Eu torço uma extremidade e ela se mexe. Ela está livre.
Mas, ela não está livre para fazer o que uma corda de violão deveria fazer – produzir música.
Então eu a tomo, coloco no meu violão, e a aperto até que fique esticada. Só então é que ela está livre para ser uma corda de violão.

Da mesma forma, somos livres quando nossas vidas estão sem compromisso, mas, não para ser o que fomos destinados a sermos. A verdadeira liberdade não é liberdade de algo, mas liberdade para ser algo.

Posted on 11/07/2011, in Ilustrações, Metanoia. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: